O Tocantins do século XIX foi alvo de estrangeiros empenhados no (re) conhecimento das potencialidades das terras brasileiras. Aqui, encontraram a região marcada pelo abandono, vez que a mineração que outrora animara a população e os governantes com altas taxas de produção de ouro entrara em colapso. A saida era a modesta agropecuária. Arraiais e vilas decadentes, uma vez que a maioria da população residia em sítios e fazendas, frequentando as povoações preferencialmente nos dias dos festejos realizados aos santos. Desolação, pobreza, abandono é o quadro tecido em rico diário que sedimenta uma imagem do Tocantins do século XIX.
Como objetivo geral, reconstruímos um quadro do cotidiano no Tocantins do século XIX, visitando o relato dos viajantes estrangeiros que aqui passaram. Reconstruímos os seus passos, as dificuldades dos percursos, a fadiga da viagem. Encontramos o cotidiano, às condições de vida, mentalidades e costumes da população local e suas interfaces com os diferentes sistemas, sejam eles econômicos, políticos ou sociais.
Preferimos o caminho da transcrição das narrativas, não nos detivemos em analisar categorias. Não nos importou os caminhos, detivemos-nos no caminhar, nas pegadas deixadas para estudos futuros.

Estrangeiros no Tocantins do século XIX

REF: 0004
R$25,00Preço
  • Autora: Kátia Maia Flores

     

    ISBN: 978-85-64147-25-6

Assine a nossa newsletter

© 2018 by NAGÔ Editora e Livraria

Designer by Sillva Sites