A principal contribuição deste livro é dar voz aos trabalhadores, apresentá-los como sujeitos históricos, portadores de vontades, projetos e sonhos próprios, independentes do Estado e do capital. Para isto o autor mobilizou um conjunto considerável de depoimentos, colhidos por
ele mesmo junto aos protagonistas daquela luta, num esforço de pesquisa que deixa um legado para todos os que se debruçarem sobre este tema. Assim, o trabalho marca um contraponto com a historiografa oficial reproduzida nos livros didáticos e adotada nas escolas, que apresenta os trabalhadores apenas como dados estatísticos, quando não os esquece completamente. Neste
sentido, esse livro traz um bom combate à historiografia crítica: trazer à tona, relembrar, registrar o que ficou esquecido, por falta de visibilidade ou por interesses de classe.
Ancorado em importante pesquisa documental, realizada sobre acervo que reúne de matérias jornalísticas à depoimentos de protagonistas daquele processo histórico e variado referencial historiográfco, teórico e metodológico – que reúne os mais signifcativos trabalhos sobre o tema
da expansão da fronteira agrícola no país, o trabalho apresenta um amplo cenário do processo histórico-social de ocupação na região do médio Araguaia, no que hoje é o norte do estado do Tocantins. Território marcado por intensos conflitos sociais, essa região é lugar de confluência geográfica dos dois grandes rios do Brasil Central, mas também cenário de encontros e luta pela terra e pelos recursos naturais. Além de trabalhadores de variadas regiões do país, além dos que lá já estavam como os indígenas, encontram-se também o trabalho e o capital, enquanto categorias históricas. O primeiro para torná-la “terra de trabalho”, fonte de um modo de vida baseado na subsistência econômica e na autonomia societária; o segundo para torná-la “terra de negócio”, fonte de lucro, meio de valorização do capital e de subordinação dos trabalhadores. Daí que nesse cenário se apresentam duas perspectivas antagônicas, pois a viabilização de um implica na eliminação do outro e vice-versa.
 

A luta por terra no Araguaia-Tocantins

R$51,00Preço